Perfuração (Formação de Tê)

Junta braseada

O método T-DRILL foi desenvolvido nos anos 70. A ideia de que tubos pudessem ser ligados muito mais rapidamente e com eficiência de custos em produtos finais de maior potência e qualidade foi revolucionária e também simples é uma das maiores inovações na área.

Uma vez que o tê é fabricado a partir de tubo básico, não são necessárias peças T caras. Ao invés de três uniões, existe apenas uma. Isto poupa tempo e, no geral, os custos totais são consideravelmente mais baixos. A construção torna também o tubo mais forte e proporciona características de fluxo melhores.

Ramal de tubo, ou seja, conexão de um ramal a um tubo de funcionamento, utilizando o método T-DRILL é também chamado de perfuração. A união pode ser realizada através de brasagem (= junta de sobreposição) ou através de soldagem (processo de junção).

Passos do processo

Para o processo de junção, um orifício redondo é perfurado na parede do tubo utilizando uma cabeça de perfuração. Após a parede do tubo ser penetrada, dois pinos de formação são estendidos a partir da broca de perfuração. A cabeça de perfuração retira-se, automaticamente, do tubo de funcionamento principal e forma um aro para o tubo do ramal.

O tubo do ramal localiza-se no aro. Finalmente, a junta fica completa através de brasagem.

Uma instalação de brasagem, uma esfera ou uma cova (paragem profunda) na extremidade do tubo assegura que o tubo irá penetrar à profundidade correta no tubo de funcionamento.

A altura exigida do aro (ou seja, distância de sobreposição) deverá ser três vezes a espessura da parede do tubo de ramal para obter a máxima força de junta. Normalmente, as juntas de sobreposição são utilizadas em aplicações de tubagem de diâmetro pequeno como por exemplo, as utilizadas nas indústrias HVAC, automóvel e outras.

O tempo necessário para realizar uma saída utilizando o método T-DRILL varia de segundos a minutos, dependendo do diâmetro do tubo e do material do tubo. O processo de perfuração completo é realizado no exterior do tubo, ao contrário dos métodos tradicionais, nos quais as ferramentas são inseridas no tubo, tornando o trabalho difícil de localizar, especialmente em tubos compridos.

VANTAGENS DO MÉTODO T-DRILL

  • Reduções de custos de produção até 80%
  • Sem inventários dispendiosos
  • Menos material desperdiçado
  • Tempos de produtividade consideravelmente mais rápidos
  • Características de potência de produto, fluxo e brasagem melhoradas
  • Apenas uma junta brasada ao invés de três
  • Aplicável à maior dos materiais maleáveis incluindo aço inoxidável, CuNi, ligas de alumínio e cobre.

Frequentemente utilizadas em:

ss_cu_cross_no_bg

Junta soldada a topo

Método de Perfuração T-DRILL (Formação de Tê)

Sempre que dois tubos necessitam de ser unidos, a T-DRILL tem a resposta.

O processo T-DRILL é um método de produção de saída patenteado para conexões de ramal. O ramal do tubo através do método T-DRILL é também chamado de perfuração ou formação de tê mecânica. O tempo simples “tê T-DRILL” não é normalmente utilizado para o resultado final.

A junta soldada a topo é normalmente utilizada na tubagem de processo e em aplicações industriais pesadas. Proporciona uma melhor qualidade dentro da superfície, que é necessária quando boas características de fluxo e limpeza são importantes. O processo de perfuração T-DRILL produz saída para ligações de ramal diretamente a partir do material de funcionamento. O processo a partir do corte de orifício para recorte de aro é realizado numa estação de trabalho única numa configuração fora do tubo. Não é necessário acesso à extremidade do tubo.

Passos do processo

Primeiro é fresado um orifício elítico no tubo. Uma vez que é necessário mais material na área de “apoio” para obter uma boa altura de aro para a soldagem no topo, um orifício elítico ao invés de um redondo é utilizado como orifício piloto na junta de sobreposição. Após ser realizado o orifício piloto, os pinos de formação da cabeça de perfuração são alargados e o aro é formado. Isto é ajudado por lubrificação automática e formação otimizada. Depois, o aro é recortado à altura desejada e o tubo de ramal principal é conectado ao tubo de funcionamento através de solda a topo.

Aplicações

As áreas de aplicação normais são no processamento alimentar, farmacêutico, indústria de pasta de papel e de papel, tubagem de aquecimento por áreas, sistemas de tubagem de aço inoxidável, tratamento de águas, indústria naval e convencional e submarinos nucleares.

VANTAGENS DO MÉTODO T-DRILL

  • Sem inventários dispendiosos
  • Características de fluxo melhoradas
  • Ao invés de três juntas soldadas, apenas uma junta soldada simples
  • Tempos de produtividade consideravelmente mais curtos
  • Custo de inspeção minimizado
  • Risco de fuga ou de retorno mais pequeno
  • Pode ser utilizado para qualquer material maleável.

 COMPARAÇÃO: Acessórios Soldados vs T-DRILL Collaring & Flanging

Frequentemente utilizadas em:


Partilha nas redes sociais

CONTACTE-NOS

Este site usa cookies para fornecer a melhor experiência ao usuário. Ao permanecer no site, está a concordar com o uso de cookies.

OKLer mais