Corte de tubo sem rebarba

Tecnologia de corte sem rebarba

VANTAGENS DE CORTE SEM LASCAS T-DRILL

  • Não são necessárias lâminas caras
  • Vida da lâmina mais longa
  • Sem perda de material entre cortes
  • Sem lascas – sem necessidade de sistema de rebarbamento
  • Sem investimento em sistema de manuseamento de lasca
  • Lubrificação biológica – sem necessidade de lavagem antes da brasagem
  • Tempo de ciclo rápido – máximo ~ 3000 peças/hora
  • Cortes sempre exatos a 90° do funcionamento do tubo
  • Formação final em linha disponível após corte (1 a 8 golpes)
  • Elimina o investimento em mais do que um passo de produção
  • Nível de ruído operativo baixo
  • Minimização de resíduos e sistemas de otimização de peça de corte
  • Confiável: A T-DRILL tem mais de 500 referências de máquina TCC a nível global

Existem três diferentes métodos de corte disponíveis: Separar, Cortar e Cortar & Partir.

O método de separação é o método de corte mais avançado: primeiro, o disco de corte penetra na parede do tubo até aproximadamente 95%, após o qual o comprimento de corte é separado. Isto elimina ou minimiza a redução do D.I. que possa ocorrer se a lâmina tiver cortado na totalidade a parede do tubo.

Com esta característica, as operações secundárias são mais fáceis de realizar uma vez que a qualidade de corte é normalmente boa o suficiente para estas sem causar rebarbamento ou chanfragem das extremidades do tubo. O método permite ainda um encadeamento rápido de diferentes processos como por exemplo, corte + formação de extremidade/dobragem.

O método de corte é o método fundamental para cortar tubos utilizando discos de corte rotativos. É usado para cortes de 30 mm ou maiores com equipamentos básicos. O método pode ser utilizado em casos onde é aceitável alguma redução no diâmetro interno.

O método de cortar e separar pode ser selecionado quando o comprimento da peça do tubo for inferior a 70 mm. A lâmina é definida para penetrar aproximadamente 95% através da parede do tubo, aí a instalação de engate quebra as laterais do tubo. Este método só está disponível na máquina de corte T-DRILL TCC-50.

Automação – versatilidade

As máquinas de corte rotativo T-DRILL são estações de corte de tubo automáticas com muitas opções. Podem ser configuradas com ajustes de comprimento manual ou com alterações de comprimento automático com sistema de gestão de lote integrada. O material pode ser alimentado a partir de vários sistemas de bobina e ainda como bastões fixos com carregador de rack integrado. Assim, existem muitos anexos de manuseamento de material disponíveis para organização, gestão de lote e redução de resíduos.

As máquinas de corte da T-DRILL podem vir equipadas com NDT (Teste Não Destrutivo) ou equipamento de deteção de cor. O equipamento NDT pode ser utilizado para detetar defeitos e/ou uniões em tubagem bobinada. O software avançado irá remover as secções imperfeitas da tubagem bobinada automaticamente durante o processo de corte. Também assegura que, nesses casos, o resíduo do tubo é minimizado.

O modelo TCC-25-LM com tecnologia de alimentação de motor linear oferece elevada velocidade e correção extrema para requisitos de grande volume.

APLICAÇÕES TÍPICAS DE MÁQUINAS DE CORTE T-DRILL

  • Aplicações de alternador de calor
  • Ar condicionado
  • Aquecimento
  • Refrigeração
  • Tecnologia solar
  • Linhas de travão e combustível automóvel

Frequentemente utilizadas em:

Tecnologia de formação final e corte sem rebarba

MANTENHA-SE COMPETITIVO integrando mais operações!

A Máquina de Corte Rotativo da T-DRILL com formador final em linha pode realizar o corte de tubo simultaneamente com ranhuramento ou formação final (por exemplo, expansão, redução, chanframento, flangeamento, queima, etc.).

  • Trabalho para operações reduzido, combinadas numa única máquina
  • Controlo de qualidade melhorado
  • Requisito de espaço de chão reduzido
  • Controlo de inventário melhorado
  • Menos investimento de capital

Uma grande vantagem do sistema de Corte Rotativo T-DRILL é de que a máquina mantém o D.E. Nominal com um D.I. Sem rebarba. A presença de rebarbas iria interferir com o carregamento do tubo para a máquina de formação final. Na operação de formação final, as rebarbas no D.I ou D.E do tubo afetam a capacidade da ferramenta em manter tolerâncias ou em gerar a forma final.

O corte rotativo T-DRILL torna desnecessários os procedimentos secundários de rebarbação e lavagem. A extremidade principal do tubo é formada simultaneamente com a operação de corte que reduz, significativamente, o tempo de processamento que no manuseamento de tubo é necessário entre corte e formação final. Após o processamento, o tubo será empurrado ou dividido dependendo do comprimento do produto. Este método garante poupanças significativas, não apenas em tempo, mas também em material.

As ferramentas de formação de extremidade padrão podem ser utilizadas (por exemplo, tipo Manchester). A formação final é realizada em 1 a 6 níveis (1 a 6 golpes) dependendo do tipo de máquina. Com uma máquina de formação final de 6 golpes, mesmo as formas finais de tubo mais intrincadas são atingíveis.

Para além do manuseamento de materiais suaves (cobre e alumínio), a tecnologia tem vindo a desenvolver-se especialmente para cumprir com os requisitos de metais duros como por exemplo, aço e aço inoxidável.

A tubagem a partir de comprimentos fixos ou a partir de stock de bobina pode ser utilizada em corte de tubo rotativo com formação final em linha. Os tubos fixos são alimentados no sistema automaticamente a partir do carregador de rack que dispõe de um software especialmente criado para minimizar o desperdício de tubo. A máquina está equipada com um contador de lote que desliga o sistema após o número de cortes desejado.

Frequentemente utilizadas em:


Partilha nas redes sociais

CONTACTE-NOS

Este site usa cookies para fornecer a melhor experiência ao usuário. Ao permanecer no site, está a concordar com o uso de cookies.

OKLer mais